APACI – Associação Paulista de Cineastas | Claudio Kahns

Claudio Kahns

Paulistano, Cláudio Kahns estudou na Escola de Sociologia e Politica, cinema na ECA-USP e fez cursos no exterior, entre eles os da École de Beaux-Arts e École Pratique des Hautes Etudes. No início dos anos 1980, com outros sócios, fundou a Tatu Filmes, produtora responsável por trabalhos premiados como A Marvada Carne e O Judeu. Posteriormente abriu uma segunda produtora, a Brasil 1500. Além de produtor, Kahns é também diretor. Entre seus trabalhos mais recentes estão os documentários Eu Eu Eu José Lewgoy e Mamonas prá Sempre.

 

Principais filmes

Eu Eu Eu José Lewgoy

 

JLcartaz

Direção Cláudio Kahns
Roteiro Marta Nehring
Produção Tatu Filmes
Edição Mirella Martinelli
Trilha Sonora Original Ilan Rechtman
Direção de Fotografia Ricardo Stein
Entrevistados José Lewgoy (arquivo/ archive footage), Tônia Carrero, Werner Herzog, Anselmo Duarte, Walmor Chagas, Glória Pires, etc.

 

Sinopse

Documentário que remonta a história do grande ator José Lewgoy, gaúcho nascido em Alfredo Chaves (atual Veranópolis). Seguindo os passos da extensa carreira de Lewgoy, o documentário percorre diversos momentos do cinema nacional e internacional, bem como da dramaturgia televisiva. Tônia Carrero, Werner Herzog, Wilmor Chagas, entre outros personagens importantes do audiovisual, compartilham suas impressões sobre o ator, morto em 2003.

 

Mamonas pra Sempre

 

mamonasDireção Cláudio Kahns
Roteiro Diana Zatz Muss
Produção Tatu Filmes
Edição Rafael Buosi, Bruno Callegari, Felipe Igarashi, Diana Zatz Muss & Anna Penteado
Direção de Fotografia João Paves, Johnny Torres
Som Pedro Lima

Sinopse

A energia festiva e alegre que sempre caracterizou os Mamonas Assassinas é evocada nesse documentário construído por meio de imagens do acervo pessoal dos integrantes da banda e entrevistas com familiares e colegas de trabalho. Sem deixar de tratar do trágico acidente que resultou na morte dos músicos, e que marcou gerações de brasileiros, Kahns homenageia a originalidade e a inventividade do grupo.

 

1937-1945: Imagens do Estado Novo

 

1937-45

Direção Eduardo Escorel

Produção Cláudio Kahns/ Tatu Filmes

 

 

 

Sinopse

Ainda em finalização, 1937- 45 dá seguimento à série de documentários dirigida por Eduardo Escorel – 1930, 1932 e 1935 – , marcados pelo compromisso de divulgar fatos importantes desses períodos menos conhecidos da história brasileira, de maneira clara e didática, mas sempre com o rigor histórico necessário. No quarto filme da série, Escorel trata do período do Estado Novo através, por exemplo, de reflexões pessoais do presidente Getúlio Vargas.

Filmografia

Direção & Produção:

2011 - Eu Eu Eu José Lewgoy
Longa metragem

2011 - Mamonas pra Sempre (2011)
Longa metragem

1983 - Santo e Jesus, Metalúrgicos
Curta-metragem

1980 - O Sonho Não Acabou

Produção:

2013 - Rouge Brésil (Vermelho Brasil)

2011 - Kurt Masur, Uma Aventura Musical

2002 - 35 – O Assalto ao Poder

2002 - Papagaios Amarelos

1999 - Geraldo de Barros: Sobras em Obras

1998 - Vassourinhas

1995 - O Judeu

1992 - 32 – A Guerra Civil

1988 - Feliz Ano Velho

1986 - Vera

1985 - A Marvada Carne

1983 - Chapeleiros
Curta metragem

1982 - Janete